Home | Contato | Mapa do Site

Busca no site:
:: SANTA CASA DE MAUÁ >> SANTA CASA DE MAUÁ

EXAMES ROTINEIROS PODEM EVITAR VÁRIAS DOENÇAS NAS MULHERES

Consultas rotineiras ao médico e simples exames podem evitar uma série de doenças femininas, como a osteoporose, câncer de mama e colo do útero. Esta é a afirmação do médico ginecologista Nelson Teruo Nishe, do Hospital Santa Casa de Mauá.

Segundo ele, um desses exames é a densitometria óssea, indicada para mulheres que já passaram pela menopausa e serve para medir a densidade dos ossos, a possível perda de massa óssea, além de atuar na prevenção e no diagnóstico da osteoporose.

Para detectar um possível câncer de mama, a mamografia é um exame fundamental, que tem a finalidade de estudar o tecido mamário e o surgimento de lesões benignas e cânceres, que geralmente se apresentam como nódulos ou calcificações. Mulheres acima dos 40 anos devem fazer o exame anualmente ou quando o médico julgar necessário, de acordo com a inclusão da paciente no grupo de risco.

Quanto ao câncer ginecológico, existem três exames fundamentais que a mulher não pode deixar de realizar, ao menos, uma vez por ano. A colposcopia é indicada para analisar a vulva, a vagina e o colo do útero para identificar inflamações ou doenças como o HPV e o câncer. Normalmente é solicitada em caso de alteração no Papanicolau, o qual deve ser feito por mulheres que têm entre 25 e 65 anos e já tiveram relações sexuais. Já o ultrassom pélvico é um exame que avalia os órgãos genitais internos da mulher, como ovários, útero e trompas, e serve para detectar doenças, acompanhar a gestação e controlar a ovulação em episódios de infertilidade. 

Por último, mas não deixando de ser importante, está o ultrassom de tireoide, o qual ajuda a detectar nódulos na região e evitar possíveis disfunções e doenças que podem prejudicar a produção de hormônios essenciais para a saúde da mulher. "Cuidados preventivos são as melhores formas de manter a saúde em dia. Por isso, visitar um ginecologista pelo menos uma vez por ano deve fazer parte da rotina de toda mulher depois da primeira menstruação”, aconselha o médico Nelson Teruo Nishe.

Informações à imprensa
MP & Rossi Comunicações
Marli Popolin
mprossi@uol.com.br
(11) 4436-8408 / 99602-4430
www.mprossi.com.br 
26/02/2018